Assistência Social

TERMO DE COLABORAÇÃO Nºz 004/2018
CONCEDENTE: Prefeitura Municipal de Iracemápolis
BENEFICIÁRIO: Associação de Reabilitação Infantil Limeirense – ARIL.

Unidade Iracemápolis

CNPJ: 51.472.447/0002-85
PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º 6509/17
DATA DA ASSINATURA: 08/01/2018
OBJETO DA PARCERIA: Executar ações que fortaleçam vínculos familiares e comunitários, prevenindo situações de risco e exclusão social, assim como promover ações que possibilitem a autonomia e a melhoria da qualidade de vida.
VALOR: R$ 16.666,67 mês constituindo-se do repasse:

– Municipal R$ 200.000,00 (duzentos mil reais)

PERÍODO DE VIGÊNCIA: O presente termo vigorará de 01 de janeiro a  31 de dezembro de 2018.
VALORES LIBERADOS: 15/02 – R$ 16.666,66  – Subvenção municipal – 1ª parcela

08/03 – R$ 16.666,67 – Subvenção municipal – 2ª parcela

09/04 – R$ 16.666,67 – Subvenção municipal – 3ª parcela

08/05 – R$ 16.666,67 – Subvenção municipal – 4ª parcela

08/06  – R$ 16.666,67 – Subvenção municipal – 5ª parcela

10/07  – R$ 16.666,67 – Subvenção municipal – 6ª parcela

10/08  – R$ 16.666,67 – Subvenção municipal – 7ª parcela

11/09  – R$ 16.666,67 – Subvenção municipal – 8ª parcela

 

PLANO DE TRABALHO – 2018

UNIDADE IRACEMÁPOLIS – Área: Assistência Social

1 – QUALIFICAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL EXECUTORA

 

Associação de Reabilitação Infantil Limeirense – ARIL

UNIDADE IRACEMÁPOLIS

 

 Nome:

Associação de Reabilitação Infantil Limeirense – ARIL

CNPJ:

51.472.447.0002-85

Endereço:

Rua Pedro Chinelatto, 254

CEP: 13.495-000
Bairro: Centro Ponto de referência: Praça da Matriz
Telefones: 19-3456-3519 E-MAIL da Instituição: filial@aril.com.br

secretaria@aril.com.br

Pag. Web: www.aril.com.br

 

UF: SÃO PAULO Iracemápolis
1.1 – IDENTIFICAÇÃO DO RESPONSÁVEL LEGAL PELA OSC (PRESIDENTE / DIRETOR)

 

Nome:

Roberto Marcel Caurim

Nº do CPF:

157.742.198-10

Nº do RG/Órgão Expedidor:

21.844.142-3

Mandato de diretoria: (dia, mês ano)

01-01-2017  a 31-12-2018

 
Cargo:

Presidente

Endereço:

Alameda Aldo José Kuhl, 20

CEP: 13.481-294

 

Bairro:

Colinas de São João

Telefones: 19- 98191-7446

 

E-mail: roberto@bluesundobrasil.com.br

 

Cidade em que reside:

Limeira

UF: SÃO PAULO
1.2  – IDENTIFICAÇÃO DO RESPONSÁVEL TÉCNICO PELO PROJETO
Nome:

Giovana Tavares da Silva

Área de Formação:

 Assistente Social

Nº do Registro no Conselho Profissional:

CRESS 40236

Telefone do Técnico: (19) 34563519

 

E-mail do Técnico: filial@aril.com.br/

reabilitação@aril.com.br

2- DIAGNÓSTICO
 

A ARIL foi fundada em 1963 na cidade de Limeira, por um grupo de mães de crianças com necessidades especiais, lideradas pela Sra. Aparecida Rodrigues que possuía um sobrinho sob sua guarda, com Síndrome de Down.

Em 08 de maio de 2007 foi fundada uma Unidade filial na cidade de Iracemápolis, com o objetivo de atender a população.

O atendimento é de responsabilidade de uma equipe interdisciplinar e as atividades são desenvolvidas por médicos, dentistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogas, nutricionista, psicólogas, assistentes sociais, pedagogas, professores de educação física, professores especializados, monitores,além do pessoal administrativo, de serviço de apoio e telemarketing.

A organização é mantida financeiramente com apoio de convênios com poder público e privado, realização de eventos, doações da comunidade em geral e de empresas e campanhas via telemarketing.

Todos os usuários participam das aulas de Educação Física onde podem desenvolver aptidões para jogos/ campeonatos como: vôlei, handebol, futebol, natação, basquete e atletismo.

Oferece diariamente lanches aos usuários assim como orientação em relação às dietas de acordo com as necessidades de cada individuo.

Os programas e projetos de atendimento são elaborados conforme a necessidade dos usuários, considerando-se as potencialidades, as dificuldades e a idade, visando a habilitação e reabilitação física motora, sensorial, perceptiva cognitiva, psicosocial, educacional e de preparação para atividades funcionais e de trabalho, constituindo estas últimas atividades o final do processo de reabilitação com os usuários já adultos e em preparação para o mundo do trabalho, onde podem exercer seus direitos de cidadania.

Inicialmente é realizado um atendimento de Triagem por toda a equipe multiprofissional para o diagnóstico e elaboração da proposta de trabalho aos usuários elegíveis, os que não são elegíveis, são encaminhados aos serviços especializados disponíveis na comunidade. A elegibilidade nos programas de atendimento tem como fator predominante a deficiência intelectual e ou física associada.

Presta o serviço de prevenção, reabilitação e habilitação às crianças a partir de zero ano, oferecendo atendimento nas áreas de assistência social, educação e saúde.

Para os usuários acima de 16 anos oferece o atendimento no Centro de Habilitação e Treinamento Profissional (CHTP), o qual possibilita aos adolescentes o exercício de sua cidadania através de atividades funcionais e preparação para a vida/trabalho, oportunizando assim a sua inserção no mundo do trabalho.

A demanda dos casos novos é registrada no sistema pelo Serviço Social, sendo chamados para triagem, respeitando-se a ordem de chegada e a disponibilidade de vagas nos programas e projetos, sendo que a criança de zero até três anos e onze meses tem prioridade de atendimento, sendo esta fase recomendada para intervenção, diminuindo-se assim a instalação das deficiências.

As metas e objetivos de cada área são estabelecidos de acordo com as necessidades e potencialidades dos usuários, levando-se em conta a idade, o diagnóstico e o prognóstico de cada caso estabelecido em cada programa e projeto.

3 – OBJETIVOS DO PROJETO
Objetivo Geral: Executar ações que fortaleçam vínculos familiares e comunitários, prevenindo situações de risco e exclusão social, assim como promover ações que possibilitem a autonomia e a melhoria da qualidade de vida.

Possibilitar ações para o desenvolvimento pessoal dos usuários facilitando sua independência e convívio com atividades que promovam suas potencialidades.

Objetivos específicos:

Assegurar espaços para o convívio grupal e o desenvolvimento de relações de afetividade e respeito mútuo.

Possibilitar o reconhecimento do trabalho e da formação profissional desenvolvendo conhecimentos acerca do mundo do trabalho.

Propiciar vivências que valorizem as experiências e potencializem a condição de escolher e decidir, contribuindo para o desenvolvimento da autonomia.

Proporcionar ações que estimulem e intensifiquem os vínculos familiares e comunitários

Realizar atividades de convivência grupal prevenindo o abrigamento e a segregação do usuário.

Promover apoio às famílias na tarefa de cuidar e de fortalecer o papel protetivo.

 

4- JUSTIFICATIVAS
A política de assistência social traz o reconhecimento de desproteção social, para um grupo de pessoas com características socialmente desvalorizadas e discriminadas como é o caso das pessoas com deficiência. Portanto para minimizar situações que levem o agravamento de tal questão, é necessária a elaboração de propostas e serviços continuados, capazes de desenvolver potencialidades e assegurar aquisições a fim de fortalecer vínculos familiares e sociais necessários ao exercício da cidadania. As atividades a serem desenvolvidas tem por foco fortalecimento dos vínculos e prevenção das ocorrências de situações de vulnerabilidade e risco social e articulação com a comunidade.

 

5- METAS
 

A Capacidade de atendimento na Unidade Iracemápolis é de 57 usuários.

No período serão atendidos 24 usuários.

 

 

6- METODOLOGIA
 Todos os usuários assim como as famílias receberão o apoio dos profissionais de serviço social e psicologia que realizarão as intervenções diante das necessidades apresentadas durante os atendimentos. Em virtude das necessidades apresentadas realizarão visitas domiciliares a fim de identificar as problemáticas que estão dificultando o acesso ao serviço ou seu desenvolvimento.

O atendimento para o público a partir de 18 anos, que compreende o serviço tipificado de acordo com a resolução do CNAS nº 33 de 28 de novembro de 2011, são grupos com atividades que visam a sondagem de aptidões, preparação para o trabalho e atividades de vida prática e esportes. Os grupos acontecem diariamente em ½ período. As atividades são conduzidas por monitores e recebem o apoio do profissional de terapia ocupacional para o planejamento e coordenação de atividades, serão beneficiados com esse grupo 18 usuários.

Para o grupo heterogêneo com idade a partir de 18 anos, as atividades visam desenvolver a convivência grupal como: Cuidado pessoal, jogos, roda de bate papo, dança, atividades manuais, esportivas, teatral e apoio e orientação aos familiares, contribuindo para aumentar a autonomia e evitar o isolamento social. Para esse público o grupo é composto por 06 usuários com atendimentos de 2 ºa 6º feira.

 

7 – RECURSOS HUMANOS NECESSÁRIOS
Formação profissional Regime trabalhista Carga horária semanal Salário
Assistente Social CLT 20 horas R$ 1.671,00
Psicologia CLT 20 horas R$ 1.867,00
Terapia Ocupacional CLT 12 horas R$ 1.520,20
Monitor de Oficina CLT 40 horas R$ 1.562,00
Cuidadora CLT 20 horas R$ 477,00
Auxiliar Serviços Gerais CLT 44 horas R$ 987,80
Apoio Administrativo CLT 10 horas R$ 2.489,50
 

Nota: Os valores indicados para o salário dos funcionários foram de acordo o salário do mercado, realizado pesquisa salarial através dos sites: WWW.sine.com.brWWW.saláriobr.com.br, WWW.pisosalarial.com.br .

 

7.1 – INSTALAÇÕES FÍSICAS E MATERIAIS
Cômodo Quantidade

 

Salas 09
Banheiros 06
Cozinha 02
Refeitório 01
Dispensa 01
Sala de artes 01
Salão (CHTP) 01
Sala de informática 01
8 – DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES

 

Acolhida – Acolhimento a todas as famílias que chegam à instituição

Estudo Social – Levantamento Sócio Econômico da família para intervenção

Visitas Domiciliares – Realização de visita nos casos que necessitam de intervenção

Encaminhamentos – Proceder a orientações e encaminhamentos a rede socioassistencial.

Grupos com famílias- realização de grupos com famílias na promoção e efetivação dos direitos.

Promoção e acesso a documentação pessoal

Elaboração de relatórios e atualizações de prontuários de usuários

Notificação de ocorrência de situações de vulnerabilidade social e risco social

Articulação com empresas para inclusão de aprendizes no mundo do trabalho

Participação nos Conselhos de Direitos e Comissões do Município

Organização de festas em datas comemorativas

Participações em reunião da rede socioassistencial

Intervenções  junto aos aprendizes de acordo com as necessidades apresentadas ou observadas pela equipe.

Reuniões com aprofundamento nas questões pessoais/sociais/trabalho.

Contato com empresas e comércio do município para parcerias de trabalho;

Tarefas que conciliem com a realidade do setor, as condições físicas do mesmo e as possibilidades de execução e desempenho dos aprendizes.

Contato com as famílias de forma individual ou em grupo para atender as necessidades, orientando-as e motivando-as para participação no processo de aprendizado de seu filho

Atividades que complementem as tarefas laborais, tais como: Educação Física e Cozinha .

 

 

 

9 – PARCERIAS – NO CASO DE ATUAÇÃO EM REDE

 

Prefeitura Municipal, CRAS, Escolas, Secretarias, Hospitais

 

10 – AÇÕES DE COMUNICAÇÃO
Serão veiculadas através de relatórios e site da OSC.
11 – AVALIAÇÃO ( PROCESSO DE AVALIAÇÃO)
Mensalmente serão realizados relatórios em prontuário virtual, relatórios quantitativos e qualitativos com descrição das atividades realizadas em prontuário virtual e físico, registro das atividades realizadas através de fotos, registro de reuniões realizadas em formulários específicos de acordo com procedimentos internos da OSC .

 


Pesquisar no Site

SELO ISO 9001

Faça uma doação

Você pode doar através do seu cartão de crédito ou débito, um valor a partir de R$ 30,00, faça sua doação aqui.






Doe seu Jornal

50% do Projeto Atores da vida recebe apoio do Instituto CCR